Como boa parte das pessoas, provavelmente você já pensou em se aposentar. Mas antes de tomar a decisão, é preciso se organizar para isso e a melhor forma é tendo as informações mais importantes ou então você pode dar adeus à sua vida com maior tranquilidade no futuro.

Existem erros que muitas pessoas cometem e que atrapalham muito o processo de aposentadoria. Veja quais são eles para evitá-los!

Erro nº 1: não tenha pressa

Já ouviu o ditado “a pressa é inimiga da perfeição”? Pois bem, essa máxima também se aplica aqui. A primeira coisa que você precisa saber é que não é necessário ter pressa para se aposentar.

Tenha todos os valores bem claros: por quanto tempo você já contribuiu, com qual quantia, com quanto você deseja se aposentar e assim por diante. Infelizmente, os valores da previdência social não são os ideais, mas ter todos esses valores em mente fará com que você tenha menos problemas.

Erro nº 2: não verificar as documentações

Considerando que estamos falando de uma instituição de governo e altamente burocrática, é necessário sim ter a lista de todos os documentos para tê-los sempre em mãos. Antes de começar a pagar o INSS, muitos documentos precisam ser verificados para saber se estão em ordem:

  • carteira de trabalho;

  • extrato CNIS (Extrato de Vínculos e Contribuições à Previdência), funciona como a sua carteira de identidade dentro a previdência;

  • os carnês do INSS;

  • para homens, é preciso ter o certificado de reservista ou documento similar.

Há outros documentos que precisam estar devidamente legalizados e em dias para dar a entrada no INSS. É como se você fosse fazer uma prova: é preciso analisar todos os fatores e documentações antes de começar.

Para quem deseja ver as contribuições que já foram, podem acessar o site Meu INSS. Lá você pode consultar toda a sua situação com a previdência.

Esses documentos são essenciais para se aposentar, especialmente porque, no sistema da previdência, muitos dados estão incompletos. Por isso, muitos pedidos que são realizados pelo meio digital costumam ser indeferidos por falta de informação no sistema.

Erro nº 3: não verificar a carta de concessão

No momento que você se aposenta, recebe uma “carta” na qual está escrito detalhadamente os dados na sua concessão dentro da previdência.

Mas essa carta precisa ser analisada. Você precisa observar com atenção se a data está de acordo, se os valores ali estão corretos. Esses dados precisam ser conferidos, de preferência na mesma hora em que essa carta for entregue. Entre em contato com a previdência imediatamente.

Assim que o INSS fizer o depósito na sua conta, você tem até 60 dias para sacar o seu benefício. Se não houver saque, o dinheiro retorna para a previdência.

Erro nº4: não pode sacar FGTS ou PIS

Ao pegar a carta de concessão, muito aposentado logo pensa: “não posso sacar o primeiro salário agora, mas posso sacar o FGTS”. O problema é que, no momento em que ocorre o saque, você está automaticamente vinculado àquele benefício e vai ter que receber aquele valor pelo resto da vida.

Ainda ficou com dúvidas sobre o assunto? Assista ao vídeo na íntegra e evite problemas com a sua aposentadoria!