O que são Fundos de Investimento? Vale a pena investir neles? E quando fazer isso? Há muitos riscos? Se você tem essas e outras dúvidas sobre o assunto, está no lugar certo. Vou explicar para vocês como os Fundos funcionam, em qual situação eles podem ser uma boa opção para investir e também outras informações úteis.

E se você gosta e precisa saber mais sobre investimento, entra no meu grupo do Telegram e fiquepor dentro de tudo o que anda rolando!

O que são Fundos de Investimento?

O primeiro passo, antes de investir em qualquer coisa, é entender como esse investimento funciona. Quando você resolver colocar o seu dinheiro em um Fundo de Investimento significa que você está comprando cotas e a soma dessas cotas, juntando o dinheiro de todos os investidores, representa o patrimônio do Fundo. 

Quais são os principais Fundos de Investimento?

Bom, existem diversos Fundos de Investimento para você escolher. Abaixo, listo os principais:

Vou explicar agora um pouco sobre cada um desses tipos de fundos para que vocês entendam melhor as vantagens e desvantagens deles.

E, se você quer começar a investir nos Fundos de Investimentos, basta abrir uma conta gratuita no Banco BTG !

Fundos de Renda Fixa

Aqui, você consegue investir com poucos riscos em comparação a outros tipos de investimentos, mas consegue rendimentos melhores do que a poupança. Existem tipos diferentes de fundos de renda fixa e alguns deles podem oscilar bastante em alguns períodos. 


Fundos Multimercados

Quem já investe em fundos renda fixa, pode se sentir mais seguro em investir nos Fundos Multimercados. Esse tipo de fundo é bastante flexível e essa é uma das características mais atrativas desse tipo de investimento, pois eles podem investir em várias classes de ativos. 


Fundos de ações

É uma boa opção para quem quer diversificar os tipos de investimentos e começar a colocar o dinheiro em renda variável. Trata-se de um investimento coletivo no qual o dinheiro de vários investidores é aplicado no mercado de ações por um gestor profissional especialista no assunto. 

Fundos cambiais

Aqui, você vai investir o seu dinheiro em moedas de outros países. Os ganhos ou perdas variam de acordo com a valorização ou desvalorização dessas moedas. O Fundos Cambiais funcionam quase que da mesma forma que os outros Fundos de Investimentos citados: de maneira coletiva e com a participação de um gestor.

Características importantes dos Fundos de Investimentos

Não têm cobertura do FGC

Uma característica que você precisa saber é que os Fundos de Investimentos não são cobertos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Mas calma, isso não significa que se a gestora do fundo quebrar  você vai perder todo o seu dinheiro.

O dinheiro da gestora do fundo fica separado do dinheiro do Fundo. Portanto, se ela quebrar, os Fundos de Investimentos passam a ser administrados por outra empresa.

Taxa de administração

Esse é um custo de investir em Fundos de Investimentos. É ela que remunera as instituições que são responsáveis pelo fundo, ou seja, essa taxa vai pagar os gestores que administram o patrimônio do fundo. 

Taxa de performance

É uma taxa cobrada pelo gestor quando o fundo no qual ele investiu o seu dinheiro vai bem, de acordo com o indexador definido no regulamento. Podemos pensar nela como um tipo de comissão paga ao gestor. Essa taxa só é cobrada se o fundo render mais que o indicador. 

Taxa de entrada e de saída

Como o próprio nome já diz, a Taxa de Entrada é cobrada no momento da aplicação, enquanto que, a Taxa de Saída, é cobrada no momento do resgate. Nos fundos que você encontra na plataforma do BTG não há cobrança dessas taxas.

IOF (Imposto sobre Operações Financeiras)

Essa é mais uma taxa cobrada sobre os Fundos de Investimentos (lembrando que só incide sobre os rendimentos. Se você deixar o seu dinheiro investido no fundo por mais de 30 dias o IOF não será cobrado.

IR (Imposto de Renda)

Pois é, o IR também incide sobre os Fundos de Investimentos, mas também apenas sobre os rendimentos. Se o dinheiro ficar no fundo por mais de 720 dias, você paga a taxa mínima de 15%. Lembrando que, para o Fundo de Ações, a regra do IR é diferente, sendo alíquota única de 15% independente do tempo de aplicação. 

Come cotas

É a antecipação do IR, ou seja, um percentual cobrado no último dia útil do mês de maio e novembro. O valor é 15% ou 20% sobre o rendimento dependendo do tipo de fundo.  

Quer saber mais sobre os Fundos de Investimento? Então, confere o vídeo completo sobre o assunto onde eu mostro tudo na prática!