O Programa de Integração Social e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público, mais conhecido como PIS/PASEP é um programa do Governo Federal que tem como principal objetivo oferecer alguns benefícios para o trabalhador da iniciativa privada e iniciativa pública.

Parte dos tributos pagos pelas empresas ao governo vão para esse fundo chamado de Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Tem como finalidade financiar benefícios como o seguro-desemprego, programas do BNDES e abono salarial.

Assim, pode ser que você tenha direito a uma parte desse dinheiro, mais precisamente ao abono salarial e ainda nem sabe.

O que é o abono salarial?

O abono salarial foi instituído em 1990 pela Lei nº 7.988 e tem o valor equivalente a 1 salário mínimo. Para ter direito a ele, é necessário satisfazer alguns requisitos como:

  • receber remuneração mensal de até 2 salários mínimos o ano-base;

  • durante, pelo menos, 30 dias ter trabalhado de carteira assinada;

  • ter cadastro no PIS há, no mínimo, 5 anos;

  • os dados do empregado devem ser informados corretamente pelo empregador na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

Se você cumpre esses 4 requisitos, então tem o direito a receber o abono salarial.

Qual é o valor pago pelo abono salarial?

Isso vai depender de quanto tempo você trabalhou no ano base. Por exemplo, digamos que em 2017 você trabalhou apenas por um mês, então, o valor do abono será calculado 1/12, ou seja, um mês trabalhado dividido pelos 12 meses do ano.

Para aqueles que não trabalharam um mês inteiro, mas que prestaram serviços como empregado para pessoa jurídica por 15 dias ou mais, esse período também é contado como 1 mês. Alguns exemplos de valores proporcionais ao tempo de trabalho com base no valor vigente do salário mínimo que é de R$ 954:

      - de 30 a 44 dias (equivalente a 1 mês): R$ 80;

      - de 165 a 194 dias (equivalente a 6 meses): R$ 477;

      - de 345 a 365 dias (equivalente a 1 ano): R$ 954.

      Como fazer o saque do abono salarial?

      Depois de ter calculado o valor que você tem a receber, você deve saber qual é a data do saque  do seu abono salarial. Para isso, é preciso consultar uma tabela de datas. O saque é feito de acordo com a data de aniversário de cada pessoa.

      Um lembrete muito importante: o abono salarial não é cumulativo. Isso quer dizer que se o saque não for realizado dentro do período adequado, você perde o dinheiro para o governo. Então se você pretende deixar o dinheiro lá, pensando em acumular, melhor sacar e investir de outra forma.

      Para saber qual é a documentação necessária para fazer o saque, pode acessar o site do PIS. Lá você terá todas as instruções necessárias e poderá providenciar todos os documentos que precisa para ter o direito de ter o seu dinheiro em mãos.

      Por meio da tabela, você descobrirá a partir de qual data pode realizar o saque e qual é o período limite para isso. Quer saber qual é a sua data de saque do calendário 2018-2019? Então, assista ao vídeo no canal e veja em qual data você pode sacar!