Você está pensando em comprar ações? Então, é necessário começar a estudar sobre o assunto e entre eles vai perceber que existe uma expressão pouco conhecida: a Governança Corporativa. É importante entender esse conceito antes de investir em uma ação.

Confira também como comprar a sua primeira ação na prática!

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue com a leitura do conteúdo e saiba como investir bem o seu dinheiro para ter o melhor retorno possível!

O que é Governança Corporativa?

De forma bem simples, a Governança Corporativa nada mais é do que a forma com a qual uma empresa é administrada. Estamos falando do conjunto de regras e processos que regem uma companhia. 

Podemos dizer, de forma resumida, que é um direcionamento que a empresa precisa seguir para alcançar as metas e os objetivos traçados.

Não só os donos das empresas fazem esse papel, mas também gestores e gerentes que ajudam na formulação dessas políticas e regras. Eles também são os responsáveis por fazer com que esses processos sejam seguidos por todos os envolvidos.

Quanto melhor a Governança Corporativa, mais transparente é a empresa. E, quando você pensa em comprar ações de uma empresa, nada melhor que saber exatamente o que anda acontecendo com ela lá nos bastidores.

Como saber se a Governança Corporativa da empresa é boa?

Uma boa estratégia de Governança Corporativa é seguir os 4 princípios básicos. Veja quais são eles:

Quais os níveis de Governança?

As companhias podem alcançar níveis de Governança cada vez maiores e quanto maior, melhor para quem quer comprar ações delas. 

As empresas com nível de governança mais alto são as classificadas como Novo Mercado. Há ainda os níveis 1 e 2 de governança corporativa. 

Lembrando que as empresas não são obrigadas a implementar as práticas de Governança Corporativa, apesar de ser algo benéfico para as que possuem capital aberto. Afinal de contas, ter Governança oferece maior segurança para o investidor e assim, elas conseguem captar mais dinheiro.

Quais as características de cada nível?

Para se encaixar em um determinado nível, as empresas precisam cumprir determinados requisitos.

Por exemplo, para ter uma Governança Corporativa nível 1, as companhias precisam ter ações ordinárias e preferenciais, um mínimo de 25% de Free Float, pelo menos 3 membros no Conselho de Administração, devem participar de uma reunião pública anual que é obrigatória e presencial e um “tag along” — um mecanismo de proteção para os sócios minoritários — de 80% para as ações ordinárias.

Vejamos agora as características do nível 2 e 1:


Sendo assim, antes de escolher quais ações comprar, analisar a Governança Corporativa da empresa é de grande importância para ter bons retornos financeiros e não ser pego de surpresa.

Confira também o vídeo com 3 ótimas estratégias para ganhar dinheiro com ações na bolsa!