Por que todo mundo coloca o dinheiro na poupança? Porque o risco de não conseguir pegar o dinheiro de volta é muito pequeno. Essa vantagem existe porque a poupança é coberta pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), ou seja, um dinheiro que, caso o banco no qual está o seu dinheiro “quebre”, o FGC oferece uma garantia de que terá o seu dinheiro de volta.

Essa forma de proteção também é encontrada em outros meios de investimento como CDB, LCA, LCI e outros tão seguros quanto a caderneta de poupança e, a grande maioria das vezes, mais rentáveis.

Para aqueles que desejam ter uma melhor rentabilidade sobre o investimento sem ter que arriscar muito, precisa saber um pouco mais sobre o FGC!

O que é o FGC?

O Fundo Garantidor de Crédito, mais conhecido como FGC, é uma organização que consegue oferecer uma maior segurança aos investidores. Ele permite que você recupere até R$ 250 mil do dinheiro que está nas mãos da instituição financeira por cada CPF. O FGC é uma instituição sem fins lucrativos e libera a garantia de até R$ 1 milhão por CPF.

O FGC foi uma forma que um grupo de pessoas encontrou para incentivar o investimento nos bancos. Elas pensaram em uma forma de oferecer maior segurança aos investidores e assim, pode oferecer financiamentos e outros produtos aos seus clientes.

Como funciona o FGC?

Vamos ver como funciona na prática. Digamos que você tem R$ 200 mil investidos em uma instituição financeira e esta vem a decretar falência. E então, como fica a sua situação financeira? O FGC garante que esses R$ 200 mil sejam devolvidos a você , com as remunerações devidas até o valor de R$ 250 mil.

Caso a sua rentabilidade ultrapasse esse valor, infelizmente, você não a receberá.

Na verdade, as chances de grandes bancos decretarem falência são remotas. O BACEN (Banco Central) regulamenta toda essa situação, impedindo que situações como essas aconteçam. Muito antes disso, ele já começa a interferir na dinâmica dos bancos, agindo como um agente preventivo.

E se o banco falir?

Bom, essa é uma situação remota, mas não é impossível e como eu quero que você aprenda tudo sobre FGC, vou falar sobre essa hipótese.

Assim que a falência é decretada, o banco tem a obrigação de criar uma lista com todos os seus credores, por CPF, e os valores que cada um deve receber. Após isso, o FGC escolhe qual banco realizará o pagamento para garantir essas possíveis perdas, oferecendo a garantia que foi previamente acordada.

Pela regulamentação, o banco deve efetuar o pagamento em 30 dias, mas na prática, ele tem até 6 meses para pagar todos os credores. Você pode acompanhar os pagamentos pelo site do FGC. O investidor deve retirar o dinheiro no banco determinado e assinar um termo confirmando que recebeu o capital devido.

Gostou de saber um pouco sobre como o FGC consegue oferecer maior segurança aos seus investimentos? Então compartilhe esse post e ajude outras pessoas a fazer a melhor escolha!