O Tesouro Direto é um tipo de investimento oferecido pelo Governo Federal no qual, basicamente, o investidor compra títulos, ou seja, empresta dinheiro ao governo este, por sua vez, paga juros a ele. Assim, você faz o seu dinheiro trabalhar. Porém, existem algumas peculiaridades que são importantes compreender. Uma delas é a Taxa Semestral do Tesouro Direto.

Se você deseja investir no Tesouro Direto (um investimento seguro) é importante entender mais sobre a Taxa Semestral. Veja abaixo!

As principais dúvidas sobre a Taxa Semestral do Tesouro Direto

1. Quando acontece a cobrança da taxa?

A Taxa Semestral é cobrada todo primeiro dia útil de Janeiro e de Julho. Assim, como imaginado, são duas cobranças por ano, apesar de o provisionamento ser diário. Assim, acumula-se esse valor e cobra-se apenas 2 vezes por ano.

2. Como a taxa deve ser paga?

Você não será pego se surpresa. A sua corretora enviará um e-mail informando sobre o valor da taxa a ser paga. Por sua vez, você deve enviar o valor para a corretora, pois é debitado na sua conta lá. 

3. O que fazer se nunca recebi e-mail?

Achou estranho quando falei aqui que a sua corretora mandaria um e-mail avisando sobre o pagamento da Taxa Semestral? Se você nunca recebeu o tal e-mail não precisa se desesperar. Isso significa que ainda não houve cobrança, mas em algum momento vai acontecer. E a taxa só é cobrada quando ultrapassa o valor de R$10.

4. A taxa é cobrada sobre o valor inicial investido?

Não. A taxa é cobrada em cima do valor investido mais os rendimentos, ou seja, em cima do montante. Assim, quando mais você tem, maior será o valor da Taxa Semestral, mas não se preocupe porque ela é bem pequena. A taxa cobrada pela custódia dos títulos é de 0,25%aa.

5. Onde encontro informação sobre o valor da taxa que devo pagar?

Essa informação pode ser encontrada no portal do investidor do Tesouro Direto. Basta colocar seus dados de acesso, clicar no menu superior em “consultar” e, em seguida, em “taxa de administração semestral”. Em seguida você deve escolher o nome da instituição financeira e também o semestre que pretende pesquisar o valor da taxa. Logicamente, só aparecerá os semestres nos quais houve investimento. Aqui aparecerá na tela a Taxa Semestral e também a taxa cobrada pela instituição financeira (busque por aquela que tem taxa zero).

Agora que você já tirou as suas dúvidas sobre a Taxa Semestral do Tesouro Direto, veja também um vídeo no qual explico sobre a queda nas taxas do Tesouro Direito e se ainda vale a pena o investimento!