Ultimamente, muito se tem ouvido falar sobre investimento em renda fixa, mais especificamente sobre o tesouro direto. O tesouro direto é uma forma pela qual o tesouro nacional vende títulos públicos pela internet que podem ser comprados por pessoas físicas. Com esse recurso, você pode começar a ser um investidor  a partir de R$ 30!

Desde 2002, qualquer pessoa física pode comprar títulos públicos diretamente pelo site do tesouro direto sem a necessidade de pagar elevadas taxas administrativas. Há basicamente, 3 tipos de títulos públicos: com renda pré-fixada, com renda ligada à variação da taxa de juros básica, também conhecida como Selic e com renda ligada à variação da inflação.

Assim, fica mais fácil encontrar um título público que esteja de acordo com as suas reais necessidades e também com o seu orçamento. Essa é uma ótima forma de fazer com que o juros compostos passe a trabalhar a seu favor e não contra você, oferecendo rentabilidade.

Quer saber como começar a investir? Veja a passo a passo que montei de acordo com minha própria experiência:

4 passos para começar a investir no tesouro direto

Antes de mais nada, você precisa ter uma conta corrente no banco em seu nome e também CPF. Para fazer a intermediação das transações, você precisará de um agente de custódia que pode ser uma instituição financeira ou corretora. Tenha cuidado na hora de escolher e opte por empresas não cobram taxas de administração que são bem conceituadas no mercado.

Agora, basta fazer o cadastro, receber a senha e usá-la para começar a sua vida como investidor.

1º passo: entre no site do tesouro direto

Você deve acessar o site do tesouro direto e fazer o seu login usando o seu CPF e a senha que foi dada para a você ao realizar o seu cadastro. Logo na tela inicial, você encontrará um gráfico e nele estará detalhada a sua posição como investidor, ou seja, quanto tem investido em cada tipo de título público.

Nessa mesma tela você também encontrará os títulos que estão sendo negociados naquele momento. Alguns que apontam o valor de R$ 0,00 é porque não podem ser comprados.

2º passo: comece a investir

Numa barra de cor azul na posição superior da tela, você deve clicar em “investir e resgatar” e logo em seguida clicar em “investir”. Na tela seguinte, você precisará selecionar a sua instituição financeira, ou seja, a mesma com a qual realizou o cadastro.

Nesse momento, aparecerá uma informação dizendo que você deverá usar o seu agente de custódia para realizar qualquer transação como a de investimento.

3º passo: acesse o seu agente de custódia

Você deverá entrar agora no site do seu agente de custódia. É apenas por intermédio dele que qualquer tipo de investimento, resgate ou outras ações podem ser feitas. O acesso é feito com os seus dados após realizar o cadastro e lá você terá uma lista com os títulos públicos que poderá comprar, a data de vencimento de cada um, o valor mínimo que deverá ser investido e o valor que irá receber na data de vencimento.

4º escolha o título e faça a compra

Esse é um dos momentos mais importantes: escolher o seu título. Antes de mais nada, é preciso estabelecer um orçamento, ou seja, quanto você pode investir. Assim, fica mais fácil escolher um título que caiba no seu bolso.

Para aqueles que estão investindo pela primeira vez, podem comprar um título de menor valor e ver como as coisas caminham com o passar do tempo. Para reserva de emergência é mais adequado o tesouro selic, para aposentadoria o tesouro IPCA. A partir daí, você terá mais segurança para comprar outros e aumentar seus investimentos.

Por fim, basta selecionar o ícone de compra e clicar nele. Depois, basta determinar quanto você gostaria de pagar pelo título sempre respeitando o valor mínimo e estabelecer a quantidade. Lembrando que para comprar ou vender títulos públicos, você deve fazer as operações em dias úteis.

Viu como investir e ganhar dinheiro não é um “bicho de sete cabeças”? Os sites das instituições financeiras são bem intuitivos e fáceis de seguir.

Quer ver tudo com ainda mais detalhes? Então assista ao vídeo no meu canal do YouTube!