Você já tomou a decisão. Quer começar a investir em títulos públicos, mas ainda não sabe qual é a melhor opção. Há, basicamente, 3 tipos de títulos que são Tesouro Selic, Tesouro IPCA e o Tesouro Prefixado. Mas, qual deles escolher para investir? Qual deles está mais adequado à minha situação atual e à minha necessidade?

Bom, se você quer descobrir as respostas dessas perguntas e se aprofundar no assunto, continue a leitura desse texto e saiba mais sobre o Tesouro Selic e se vale realmente a pena investir nele!

O que é Tesouro Selic?

O Tesouro Selic é classificado como um título pós-fixado e que tem como base o juros básico da nossa economia, a taxa Selic. Certamente você já ouviu falar sobre ele nos jornais e em matérias na internet, mas o que é mesmo a Selic?

A Selic é a principal taxa da economia, é ela a responsável por equilibrar o mercado financeiro do país, especialmente a inflação. Selic significa Sistema Especial de Liquidação e Custódia e é estabelecida pelo Copom (Comitê de Política Monetária) todos os anos. Por exemplo, para 2018, a projeção é de 6,25%.

O que isso significa na prática?

Investir no Tesouro Selic significa que, no momento da compra do título você não saberá exatamente quanto vai ganhar de juros ao final de um período já que essa taxa é variável.

Além disso, esse tipo de investimento é normalmente indicado para aqueles que não sabem quando pretendem resgatar o dinheiro. Assim, se você deseja fazer a sua reserva de emergência investindo no Tesouro Selic, pode ser uma boa alternativa já que poderá pedir o resgate do seu dinheiro a qualquer momento.

Ao contrário de alguns títulos públicos, caso você queira resgatar o dinheiro antes do prazo de vencimento, não há perdas financeiras. Porém, é preciso ficar atento para algumas cobranças. Por exemplo, caso você queira vender o título antes de completar 30 dias da data da compra, é cobrada a taxa do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Há também cobrança do Imposto de Renda e para descobrir o valor, basta olhar abaixo:

  • De 0 a 180 dias: 22,5%;

  • De 181 dias a 360 dias: 20%;

  • De 361 dias a 720 dias: 17,5%;

  • A partir de 721 dias: 15%.

Esse IR é descontado de forma automática, ou na data do vencimento, ou na data em que você vendeu o título.

O que é a taxa contratada?

Além do valor da taxa Selic, você também contará com o rendimento da Taxa Contratada. Ela é estabelecida de acordo com a oferta e demanda do Tesouro Selic. Assim, quanto mais pessoas querem comprar esse título, maior será a Taxa Contratada.

Como saber quanto vou ganhar de fato com o Tesouro Selic?

Para saber o valor líquido, ou seja, o valor real de quanto vai receber pelo seu investimento depois de ter incidido todos os descontos é necessário fazer um cálculo simples. Basta você diminuir a taxa do agente de custódia — se houver — a taxa da BM&F Ibovespa (0,3% a.a.), a taxa do IOF e o IR da rentabilidade bruta.

Na hora de comprar o seu título é bom ter algumas informações em mente. Por exemplo, não é necessário comprar o título todo, ou seja, pagar o valor unitário. Você pode adquirir, por exemplo, 0,01 do título e pagar apenas 1% do valor unitário. Essa é outra vantagem, pois você investe de acordo com as suas possibilidades.

Quer entender um pouco melhor sobre o Tesouro Selic? Então assista ao vídeo que fiz sobre o assunto e confira em maiores detalhes!